Brasil tem 4 universidades no ‘top 10’ de ranking da América Latina

Brasil tem quatro universidades no ‘top 10’ do ranking QS da América Latina edição 2018. Quem lidera o ranking é a Pontíficia Universidade Católica do Chile, seguida da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que pela primeira vez ultrapassou a Universidade de São Paulo (USP), classificada em terceiro lugar. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ficou em sétimo lugar, e a Universidade Estadual Paulista (Unesp), em décimo.

Segundo o diretor de pesquisa da QS, Ben Sowter, as instituições brasileiras dominam o levantamento como um todo, já que, das 385 universidades que foram ranqueadas, 83 são nacionais. “Outras escolas de ensino superior do Brasil também ficaram mais próximas do top 10, como a Universidade Federal de Minas Gerais, que passou do 14ª para o 11ª lugar, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, da 15ª para a 13ª, e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, da 16ª para a 14ª posição”, diz Sowter.

O ranking é baseado em uma metodologia que avalia o desempenho de cada universidade em sete indicadores, incluindo citações em artigos acadêmicos, reputação acadêmica e reputação entre empregadores.

Veja a lista das dez melhores no QS América Latina 2018

Pontifícia Universidade Católica do Chile (UC)
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Nacional Autônoma do México (Unam)
Instituto Tecnológico de Estudos Superiores de Monterrey
Universidade do Chile
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Universidade dos Andes
Universidade de Buenos Aires
Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Fonte: G1

Anúncios

Redação no Enem: cartilha do participante é divulgada pelo Inep

O documento “Redação no Enem 2017 – Cartilha do participante”, conhecida como o ‘manual da redação’ do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), foi divulgada na tarde desta segunda-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). (Clique aqui para baixar o PDF.)

“Não haverá novidades na forma de correção da redação no Enem 2017. A única mudança é a aplicação no primeiro dia de provas, 5 de novembro”, afirma o Inep. O instituto diz que, neste ano, o documento foi reelaborado para “tornar a metodologia de avaliação da redação mais transparente. Também está mais evidente o que se espera do participante em cada uma das competências avaliadas.”

Fonte: G1

MEC prorroga prazo de aditamento de contratos do Fies do 2º semestre

O Ministério da Educação prorrogou para o dia 20 de novembro o prazo para aditamento de renovação semestral dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) firmados no segundo semestre de 2017. A data foi publicada em portaria do Diário Oficial da União.

A medida vale para os contratos simplificados e não simplificados.

O aditamento deve ser feito por meio do SisFies disponível no site do MEC e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, nos endereços www.mec.gov.br e www.fnde.gov.br.

Fonte: G1

Inscrições abertas para cursos do Pronatec em Três Rios

Em Três Rios, estão abertas as inscrições para o Pronatec Oferta Voluntária. O objetivo é ampliar a oferta de cursos de formação profissional, com vagas gratuitas em cursos de formação inicial e continuada (FIC), na modalidade a distância EaD. O programa proporciona ações voltadas para inscritos no Cadastro Único com o objetivo de ampliar as suas possibilidades de inserção no mercado de trabalho por meio da oferta de cursos de formação inicial e continuada.

As inscrições estão sendo realizadas no setor do Cadastro Único – Bolsa Família, na sede da Secretaria Municipal de Saúde na Rua da Maçonaria. Serão oferecidos no município os cursos de almoxarife de obras, inspetor de qualidade, gestor de microempresa, agente de limpeza urbana, operador de caixa, recepcionista, promotor de vendas, assistente de faturamento, assistente administrativo, assistente de recursos humanos, inglês básico, espanhol básico, introdução à interpretação em língua brasileira de sinais (Libras), auxiliar de fiscalização ambiental, agente comunitário de saúde, monitor de uso e conservação dos recursos hídricos, agente de combate às endemias, auxiliar de laboratório de entomologia médica, operador de mina, operador de computador, operador de fármacos e medicamentos, assistente de secretaria escolar, auxiliar de saúde bucal, operador de águas e efluentes, cadista para a construção civil, desenhista de construção civil, locutor-apresentador-animador, entre outros.

Para se inscrever é necessário apresentar CPF, RG, NIS e comprovante de residência, originais, além de fornecer e-mail e telefone para contato.

Fonte: Entre Rios Jornal

Aprenda de graça na internet 5 dos idiomas mais falados do mundo

Segundo publicação do blog Novos Alunos, do SEB (Sistema Educacional Brasileiro), o número total de línguas faladas no mundo é de 6.912. Muitas, não? Entre os dez idiomas mais falados estão o mandarim (1.051 milhões de falantes); o inglês (545 milhões); o espanhol (450 milhões); o árabe (246 milhões); e o francês (130 milhões).

Importante considerar, ainda de acordo com o Novos Alunos, o número de países em que um idioma é falado, além do total de falantes nativos. Línguas como o hindi (565 milhões) e o bengalês (171 milhões) estão na lista das mais faladas, porém, não significa que é vantajoso aprendê-las.

Veja bem: o espanhol é usado em 31 países, o mandarim em 35, o francês em 53, o árabe em 58 e o inglês em pelo menos 106 países! Dessa forma, quem fala esses idiomas pode acabar abrindo muito mais portas mundo afora do que quem aprende línguas de uso mais restrito. Confira abaixo dicas de como aprender na internet:

1. Mandarim (China, Malásia e Taiwan)

Liao Si, a Sisi, professora de chinês que vive há quatro anos no Brasil, criou um canal no YouTube para ensinar mandarim de maneira divertida e totalmente de graça.

2. Inglês (EUA, Reino Unido, partes da Oceania)

Selecionamos nove canais sensacionais do YouTube com professores que ensinam inglês de forma descontraída e didática.

3. Espanhol (Espanha e Américas)

A Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco), no Pernambuco, oferece um curso on-line e totalmente gratuito para os interessados em aprender a falar espanhol.

4. Árabe (Oriente Médio, Arábia, África do Norte)

O professor Jihad M. Abou Ghouche tem um canal em que ensina árabe do básico.

5. Francês (França, Canadá, oeste e centro da África)

Selecionamos sete canais incríveis de professores de francês no YouTube. Conheça todos aqui.

Como a inteligência emocional pode influenciar no desenvolvimento profissional

O mercado de trabalho tem exigido a presença de profissionais habilidosos socialmente. As empresas esperam, além de profissionais bem qualificados tecnicamente, os que possuem diferenciais, que são capazes de lidar com suas próprias emoções, de lidar com situações de pressão e conflito e que saibam se relacionar com as diferentes pessoas.
Ou seja, o que se espera são profissionais com inteligência emocional, que nada mais é que a capacidade de entender e gerenciar as emoções de maneira positiva, comunicar-se de forma eficaz, ser empático com os outros, superar desafios e resolver conflitos. Se você tem uma alta inteligência emocional, será capaz de reconhecer o seu próprio estado de emoções e o dos outros, usar essa compreensão e entender como isso afeta seus pensamentos e comportamentos para se relacionar melhor com as pessoas e obter sucesso no trabalho.

Mas, por que a inteligência emocional é tão importante para o desenvolvimento profissional? Segundo estudos realizados na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, 15% dos nossos resultados estão ligados ao nível de desenvolvimento técnico. Os outros 85% estão ligados a questões de habilidades e atitudes. Ou seja, questões comportamentais ou sobre como aplicamos aquilo que sabemos.

E é possível desenvolver a inteligência emocional para que se possa produzir mais e melhor porque a inteligência emocional está muito relacionada à maneira como a pessoa se posiciona diante da vida, a maneira como lida com as situações sob pressão, como consegue equilibrar suas emoções para se relacionar com outras pessoas.

E a inteligência interpessoal tem a ver com essa habilidade no trato com a equipe. Vivenciei uma história de uma executiva que fez o treinamento de alta performance. Ela ocupava uma posição de gerência e, portanto, tinha que falar em público. Porém, a inteligência emocional dela nesse quesito específico era problemática, porque ela tinha muita dificuldade de falar em público. Se sentia emocionalmente frágil. E o que aconteceu foi que dentro de um processo em que ela se sentiu mais segura, aos poucos foi ganhando autoconfiança, se desenvolveu emocionalmente.

E hoje fala tranquilamente em público. O resultado não poderia ter sido melhor. No final desse processo de desenvolvimento, ela aceitou um desafio que jamais pensou anteriormente: fazer uma palestra no Chile para mais de 200 pessoas, sobre a sua área de atuação. A evolução na inteligência emocional foi muito grande. E isso acabou trazendo muitos benefícios para a carreira dela.

Isso significa que quanto melhor a pessoa se expressa em público, mais consegue liderar seu grupo. Mas é bom frisar que a pessoa precisa ter disposição. E entenda que isso é importante para sua carreira e vida.
E mais importante: é preciso fazer o desenvolvimento com empresas e profissionais que tenham competência comprovada em desenvolver esse tipo de trabalho.

*Eduardo Mendes é sócio do grupo Master Mind Brasil, que tem como missão fazer com que os participantes se destaquem em suas atividades profissionais e pessoais.