Bom Dia Brasil dá dicas para curtir as férias sem estourar o orçamento

O Bom Dia Brasil fez as contas para você começar as férias atento àquela programação inevitável em que a gente vai gastando sem sentir. Se você leva a criança para o cinema, o ingresso está mais caro e a pipoca também. Se a garotada fica em casa jogando vídeo game, a conta de energia explode.

A Fundação Getúlio Vargas fez uma pesquisa sobre o quanto se gasta nas férias e o Bom Dia Brasil mostra que os pais vão precisar gastar muito, mas é criatividade para não complicar o orçamento agora em julho.

As férias da Maria Luisa já começaram e ela tem muita coisa para fazer: “Vou assistir filme, brincar, sair para passear. Já tenho uns programinhas”, conta a menina.

Mas será que vai dar para fazer tudo isso? “A inflação está muito grande, eu não vou ter como viajar. Vou me divertir do jeito que dá”, afirma.

A diversão começou com um cineminha, e no dia de promoção. “Sábado não dá, é muito mais caro”, diz.

Cinema está caro mesmo. A Fundação Getúlio Vargas pesquisou e diz que a gente está gastando 8,57% a mais para assistir um filmezinho. A pipoca também está salgada, aumentou quase 10%. “Uma pipoca grande R$ 8. Compra um pacotinho de micro-ondas por R$ 1,50. Dá vontade de trazer o de 1,50 para cá”, brinca uma consumidora.

Tudo aquilo que a criançada mais consome fora de casa nas férias está com o preço lá nas alturas, subiu quase 10% de julho do ano passado para cá. O que ficou mais caro foram shows musicais, depois os sanduíches, refrigerante, sorvete, sucos e comidas de restaurante.

As mães estão de cabelo em pé. “A gente vai fazer de tudo para que elas tenham umas férias merecidas, boas, mas realmente não está como no ano passado”, afirma a servidora pública Francisca Linhares.

ferias_economia

“A gente vai rebolando e a gente vai conseguindo encaixar umas férias que ela curta e descanse e também descanse, porque férias tem que dar uma descansada”, diz a psicóloga Carla Neto.

“Descansar não”, diz a filha de Carla, Maria Eduarda.

Já que deixar a Maria Eduarda descansando vai ser difícil. A economista Geovana Bertussi diz que o jeito é apostar na criatividade. “A ideia é pensar em soluções alternativas. Piqueniques em família, ir na casa dos amiguinhos. Fazer programações que são mais condizentes com os bolsos das famílias hoje em dia”.

Viajar também ficou caro. As passagens aéreas subiram 16%. Quando a família é grande, isso pesa muito no orçamento. Vivian, por exemplo, tem três filhos. Pesquisou, pesquisou e não encontrou nenhuma passagem em conta. “A gente sempre viajou em julho e vai ser o primeiro ano que a gente vai ficar aqui”.

E ficar em casa pode não ser um bom negócio também. A energia elétrica está cara. Melhor mesmo é curtir as férias de um jeito bem tradicional, não é Eduardo? “Futebol, e a gente não precisa gastar energia para pagar mais”.

Mas nem tudo está pela hora da morte. A pesquisa mostra que uma boa opção nessas férias é ir ao teatro: foi a única diversão que ficou mais barata. Os preços diminuíram quatro 4,25%.

 

FONTE: Bom dia Brasil

Anúncios

About Celso Jacob

Economista, professor e político, Celso Jacob. Sejam todos bem-vindos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: