Como gerenciar as mídias sociais para se destacar no processo seletivo

O Brasil tem mais de 11 milhões de pessoas procurando se recolocar no mercado de trabalho. Ao contrário de antes, quando as vagas de emprego eram exclusivamente anunciadas por meio de jornais e outros veículos de comunicação tradicionais, hoje, a maioria das empresas prefere divulgar as oportunidades na internet, facilitando a vida de quem está em busca de uma nova posição.

Contudo, a tecnologia também trouxe novos paradigmas para os trabalhadores. Estudos afirmam que durante as entrevistas cerca de 90% dos recrutadores visitam o perfil de seus candidatos nas principais redes sociais. Portanto, é imprescindível manter a imagem virtual alinhada com o que as companhias procuram em um profissional, inclusive para vagas operacionais. O especialista em empregabilidade e CEO da plataforma de recrutamento Emprego Ligado, Jacob Rosenbloom, dá algumas dicas de como gerenciar suas mídias sociais de forma corporativa e se destacar numa entrevista.

Facebook

Nesta ferramenta, os recrutadores estão mais interessados em saber sobre a personalidade do candidato. “No Facebook, as pessoas são mais descontraídas, postam a respeito da vida particular e expõem suas convicções, inclusive, opiniões sobre religião, política, esportes e outras”. Sendo assim, tome cuidado com os comentários e debates e faça uma revisão nas comunidades de que faz parte. Se necessário, saia de algumas. Lembre-se também de ajustar as suas configurações para que as postagens mais íntimas apareçam apenas para o seus amigos.

Instagram

Conhecido pela timeline que no início se resumia a fotos de cachorros e gatos, refeições e pôr do sol, o Instagram diz muito sobre hábitos e os lugares que as pessoas costumam frequentar. “Claro que uma foto no bar com os amigos no fim de semana não afeta a imagem de ninguém. O problema são os excessos e a forma como são expostos”, explicou Jacob. Portanto, tente encontrar o equilíbrio nas suas publicações. As pessoas não precisam saber a todo o momento onde você está ou o que está fazendo.

Twitter

Ao contrário do Facebook, os usuários do Twitter não são muitos fãs do “textão”. Preferem resumir o que têm para falar e ir direto ao ponto em poucos caracteres. Por outro lado, abusam do “internetês”, cometendo erros de português que, aos olhos de um recrutador, acabam por atestar a falta de domínio da língua portuguesa ou o desleixo com ela. Mesmo que o erro seja proposital para dar humor à postagem, isso pode ser mal interpretado.

Fonte: Administradores

Anúncios

About Celso Jacob

Economista, professor e político, Celso Jacob. Sejam todos bem-vindos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: