Ginástica laboral ajuda a diminuir faltas e garante bem-estar do trabalhador

Uma parada de pouco mais de dez minutos para que os funcionários façam exercícios de alongamento e relaxamento pode ajudar as empresas a reduzir os custos com o absenteísmo, aumentar a produtividade e, principalmente, garantir a qualidade de vida e bem-estar do trabalhador. A adoção da ginástica laboral dentro das empresas vem crescendo e mostra que é uma excelente ferramenta na prevenção de doenças ocupacionais como as lesões por esforço repetitivo, diminuição dos gastos com despesas médicas e melhora do ambiente de trabalho.

ginastica-laboral-pierre-fabre-5

As atividades ocorrem duas ou três vezes por semana com sessões ao longo do dia de trabalho ou pouco antes do início do expediente. Nenhum exercício é complexo ou exaustivo demais e leva em consideração as limitações de cada colaborador. O objeto ali é minimizar os impactos provocados pelo sedentarismo e promover um momento de descontração e relaxamento durante um dia de atribulações.

ginastica-laboral-pierre-fabre-1

O técnico em segurança do trabalho, Carlos Alexandre da Conceição, é o responsável por acompanhar os avanços que as sessões de ginástica proporcionam aos trabalhadores do laboratório de dermocosméticos Pierre Fabre, instalado em Areal. Segundo ele, as mudanças são visíveis no comportamento dos funcionários, já que após um ano do início do serviço, as faltas por motivos médicos diminuíram e os acidentes de trabalho são mais raros. “A ginástica coloca a pessoa em movimento e evita possíveis problemas físicos, como lesões por esforço repetitivo, de postura inadequada ou estresse, além de ser um ótimo remédio para a integração e descontração. Foi uma grande mudança para todos os funcionários. Hoje todos participam e alguns mudaram o estilo de vida e já estão até matriculados em academias.”, diz.

ginastica-laboral-pierre-fabre-7

As sessões se tornam uma espécie de terapia de grupo. Enquanto alguns mostram mais dificuldades em determinado movimento, outros se esforçam para aproveitar ao máximo a atividade. No fim o que se tem é um ambiente mais divertido, integrado, que deixa o funcionário mais leve para o trabalho e consciente sobre os benefícios da prática regular da exercícios.

ginastica-laboral-pierre-fabre-8

A profissional de Educação Física do SESI Três Rios, Aline Silvestre de Souza é quem aplica a ginástica laboral na empresa. Duas vezes por semana ela põe os funcionários para mexer braços, pernas, quadril e pescoço. “Há uma grande parte da população sedentária que não pratica qualquer atividade por falta de tempo ou preguiça. A ginástica laboral vem compensar isso e propõe alguns movimentos que ajudam o corpo a reagir melhor. Por isso fazemos exercícios para liberar as articulações, esticar a musculatura e refrescar a mente do colaborador para que ele cumpra sua jornada mais leve e disposto” afirma.

ginastica-laboral-pierre-fabre-4

Os movimentos mudam conforme a função dos trabalhadores. Os que passam maior parte do tempo de pé fazem exercícios que relaxam a musculatura de pernas, costas e pescoço. Já quem trabalha sentando, geralmente no setor administrativo, é convidado a se levantar, esticar a pernas e braços para estimular a circulação sanguínea e recebe dicas e orientações sobre ergonomia, postura na hora de sentar ou a altura do computador. Todas as dinâmicas são orientadas e acompanhadas pelo profissional de saúde. “Fazemos as atividades sempre com músicas animadas. Além do exercício físico eles acabam cantando, se divertindo, dando boas risadas e sentido o impacto positivo de uma vida saudável”, explica a professora.

ginastica-laboral-pierre-fabre-9

A analista de Recursos Humanos da empresa, Daniele Bittar considera a ginástica laboral como um investimento com retorno garantido. “Parece simples, mas tem grande valor na vida do funcionário. A empresa ganha profissionais mais felizes, descontraídos e com mais qualidade de vida e dispostos para o trabalho, tanto que vamos investir em novos espaços de bem-estar para os colaboradores”, garante.

A ginástica laboral é uma opção para empresas que investem na qualidade de vida do colaborador. Além da promoção da saúde, os trabalhadores adoecem menos, têm mais disposição para o trabalho e lidam melhor com os agentes estressores. Sem falar que é uma ótima ferramenta para a melhoria da imagem institucional da empresa e que mostra a preocupação com seu maior ativo, o trabalhador”, pontua a coordenadora de Esportes e Lazer do SESI Três Rios, Silvia Guimarães Coutinho.

 

 Fonte: Sistema Firjan

Anúncios

About Celso Jacob

Economista, professor e político, Celso Jacob. Sejam todos bem-vindos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: