Santa Bárbara d’Oeste confirma primeiro caso de gripe H3N2

Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste (SP) confirmou, neste sábado (20), o primeiro caso de gripe H3N2 no município, um subtipo da Influenza A. De acordo com a Secretaria de Saúde, a paciente é uma jovem de 19 anos. Ela foi internada com tosse de desconforto respiratório na primeira quinzena de maio no Hospital Santa Bárbara, teve alta e passa bem.

O resultado de exame laboratorial chegou na sexta-feira (19) à Secretaria de Saúde. Até o momento, não há outros casos suspeitos da doença ou de gripe H1N1 na cidade.

Na região, nenhuma notificação de paciente com suspeita de gripe H3N2 foi registrada.

Campinas

Campinas (SP) registrou primeira morte por gripe H3N2 no município no dia 16 de maio. Segundo a Secretaria de Saúde, a vítima é um homem, de 78 anos, morador da região sudoeste do município, que teve o início dos sintomas no dia 14 de abril e morreu na quarta-feira (10).

O município tem também mais seis casos confirmados de H3N2 desde janeiro, além de 298 ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Até o momento, segundo a Prefeitura, não houve nenhum registro de H1N1 no município.

Entenda a diferença entre os vírus

Cada tipo de gripe é nomeado de acordo com a combinação e quantidade de proteínas que ele apresenta. A gripe causada pelo H1N1 é um tipo derivada do vírus influenza, causador da gripe. A influenza apresenta as variações A, B e C, que podem sofrer mutações, transformações nas estruturas genéticas, e são altamente transmissíveis. O H1N1 é do tipo A, maior causador de epidemias.

Enquanto o H1N1 possui uma proteína chamada hemoaglutinina, que tem a capacidade de se replicar, e uma neuroaminidaze, com a função de ligar as células, o H3N2 possui uma quantidade maior de proteínas: duas hemoaglutininas e três neuroaminidazes, modificando a forma de infecção do vírus.

A transmissão do vírus A não é pelo ar, mas através do contato com superfícies contaminadas. Em ambos casos os principais sintomas costumam aparecer após 24 horas e são os mesmos: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Além disso, é comum a pessoa infectada apresentar dificuldade respiratória, ou dor de garganta.

Campanha de vacinação

Santa Bárbara afirmou que intensificou, neste sábado, as ações da Campanha de Vacinação contra a Gripe. Em horário especial, o Tenda Atacado, Tivoli Shopping e Teatro Municipal “Manoel Lyra” (durante Virada Cultural) disponibilizaram as vacinas para todo o público-alvo.

Iniciada em abril, a Campanha segue durante a semana nas Unidades Básicas de Saúde do município, atendendo determinações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde.

O município atingiu uma cobertura de 56,5% sobre o geral da população alvo programada para vacinação sendo as gestantes e as crianças as que atingiram menor cobertura, 40,3 e 37,5%, respectivamente. O objetivo é vacinar 90% desta população, considerada de risco para complicações por gripe.

Fonte: G1

Anúncios

About Celso Jacob

Economista, professor e político, Celso Jacob. Sejam todos bem-vindos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: